Pe. Fabio de Melo: palavras que ofendem o Sacerdócio e a Igreja de Cristo

 

 

 

Venho aqui lamentar  o Programa da TV Canção Nova que foi ao ar com as declarações do Pe. Fabio de Melo sobre o PLC 122.

Não posso me calar como batizado que sou, como pedra viva da Igreja de Cristo, como membro do seu corpo místico.

Não posso ficar em silêncio diante do  ultraje que o Padre Fabio de Melo faz contra o Sacerdócio de Cristo. Suas palavras acabam diminuindo, acabam agredindo  a dignidade do Sacerdócio. 

Ele como Sacerdote de Cristo deveria saber  que o maior amor que podemos ter por uma pessoa em estado de pecado é querermos a salvação desta pessoa; é lutarmos pela alma desta pessoa; e, se preciso for, até morrermos por ela.   Não existe maior amor do que este amor, que esta fundamentado na pessoa de Jesus Ressuscitado.

As palavras ditas pelo Pe. Fábio de Melo no programa da Canção Nova não estão unidas ao Coração transpassado de Jesus no alto da cruz; não falam por este Coração Sacramentado presente nos sacrários do mundo inteiro. Não revelam a Misericórdia Viva   de Deus Pai que ama o pecador, e  porque ama de verdade,  vem ao seu encontro para salvá-lo e tirá-lo do estado de  pecado.

Não,  estas palavras do Pe.  Fabio de Melo não são palavras de um Sacerdote de Cristo, ele  até esta  lá no programa como Sacerdote, mas não é, e  não se faz ser Sacerdote;   não esta em comunhão com o mais profundo de tudo o que o coração misericordioso  de Jesus tem  para oferecer aos nossos irmãos homossexuais.

É falso esse amor que tolera o pecado, que o padre Fabio de Melo prega nos falsos altares midiáticos. Deus não ama assim. O Coração de Jesus não ama a humanidade  dessa maneira. O Coração Imaculado de Maria  também não age assim.  Nossa Mãe  do Céu ama a cada um de nós verdadeiramente como seus filhos, mas sem  tolerar o pecado,  e muito menos  aceitar a  sua legalização.

Não,  este Padre não fala mais como Sacedorte de Cristo. Mostra-se dessacralizado. Suas palavras  querem  atender as exigências de um mundo paganizado, de um  mundo mergulhado na apostasia e sem Deus.  Deixam de ser palavras  inteiramente comprometidas com o anúncio do Evangelho.  E, ele agindo assim, acaba ofendendo a Igreja fundada por Jesus Cristo nos apóstolos. Fica separado dela, fica fora da sua identidade e do seu magistério.

Não, este padre não fala mais como Igreja. Esta na Igreja, mas não é mais Igreja, infelizmente não vive os frutos da fidelidade derramado sobre a vida de cada  Sacerdote colhidos  pela caminhada santa do Ano Sacerdotal.

Ninguem é Padre sozinho. Pedimos, por favor,  que as autoridades competentes  da Igreja venham intervir na Canção Nova, venham intervir sim sobre este Sacerdote, para que  deixem de relativizar a fé, como foi feito neste programa, que é mantido por milhares de católicos de boa vontade.

Nosso repúdio e tristeza de ver onde chegaram com a Canção Nova; os católicos que defendem a integralidade da  Família e a Defesa  da Vida em unidade  ao magistério da Igreja foram chamados de idiotizados por este  cantor Padre !!! Eu há  muito  tempo o tenho como  Pe. Fabio Jr. de Melo, por ver a sua identidade sacerdotal completamente distorcida.

Ernesto Peres de Mendonça  – Servo do Coração Eucarístico de Jesus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: