Eu sou a Ressurreição e a Vida

 

 

Um dia iremos passar pela ressurreição da carne, como rezamos na Oração do Credo. Mas há uma ressurreição a ser vivida, a ser conquistada hoje,  aqui e agora. É a ressurreição de todo o tipo de morte que possamos  ter conosco e ou  através de nós. Jesus espera por esta nossa ressurreição.  Todos os dias Ele fica esperando pela ressurreição do nosso coração.  Fica esperando por todos nós. Por mim, por você, por todos, sem exceção de ninguém. Absolutamente ninguém.

A sua obra de Salvação já esta consumada no mundo; para se realizar em nós, precisa da nossa adesão livre e pessoal.  Precisa do nosso sim e da nossa colaboração.  O nosso sim individual. O sim da família. O sim da humanidade inteira, de cada homem e mulher. Jesus espera por esta  nossa resposta. Não ficaremos sem dar uma resposta para Jesus: ou será sim, ou não !

Para que  essa obra de ressurreição  aconteça de fato dentro do nosso coração – tirando tudo  o que é morte e  o que nos leva à morte, para nos dar a vida nova em Cristo – é preciso  que, antes,  pedras sejam removidas, sejam tiradas de nós, como foi  lá na ressurreição de Lázaro.  Pedras: obstáculos, impedimentos, muros, portas fechadas, tantas coisas neste mundo estão nos separando de Deus. E que só podem  ser retiradas, removidas sobre a sua ordem,  debaixo do seu poder e autoridade. E quando essa autoridade  de Deus é reconhecida por nós, e, assim, deixamos que ela se realize na nossa vida !

Para reconhecer a autoridade de Jesus sobre todo o mau que nos  alcança, precisamos primeiro, tê-Lo conosco, amá-Lo como  nosso amigo,  um amigo presente e  participante da nossa vida.   Não de fora dela. Mas dentro, fazendo parte mesmo. Como alguem que participa, tendo intimidade conosco.

Não nos basta conhecer Jesus  pelas palavras. Jesus esta ressuscitado, esta vivo, precisamos conhecer Jesus como conhecemos qualquer pessoa viva: a partir do nosso encontro  pessoal com Ele.  Jesus, Ele “sai” dos evangelhos para estar conosco, encontrar-se conosco. A Igreja anuncia o Cristo ressuscitado, que venceu a morte !!! É Ele que temos que ter na nossa vida.

Lazáro e suas irmãs eram amigos de Jesus. Eles tinham uma  intimidade, uma convivência com Ele.   Eles sabiam muito bem quem era a pessoa de Jesus. Viver a fé é a gente viver a nossa amizade com Jesus, é a gente criar uma intimidade com Ele, ao ponto de deixarmos Ele agir  nas nossas vidas, sobre todas as nossas coisas. É sabermos esperar por Ele e vivermos n’Ele.

Apostasia é exatamente o contrário da fé. É o abandono da fé. É darmos as costas para Deus e dizermos assim: <<< Olha Deus eu não preciso de você; olha Deus, a minha família não precisa  de você; olha Deus o mundo não  precisa e    nem quer mais você.  Você sobrou no mundo, tá fora.  >>> 

A fé coloca Jesus dentro da nossa vida, a apostasia O coloca de fora dela. Estamos num mundo sem Deus, que não quer Deus. Com a família sendo destruída porque Jesus foi colocado de fora dela. Com as pessoas trocando Jesus – o Deus Conosco – pela idolatria do hedonismo, materialismo, poder, violência. 

Abandonamos as fontes de águas puras para  irmos atrás de poços vazios.  Para vivermos um engano, uma ilusão, uma mentira. Uma mentira que tem gerado  a morte, que tem se levantado contra a obra criadora de Deus para destruí-la. E essa morte  tem nos alcançado de várias maneiras, de vários modos. Morte moral, morte ética, morte da família, morte social,  morte espiritual,  morte física, tantos tipos de morte destruindo a dignidade, o valor  da vida humana.

E não tem como ser diferente, um mundo que se separa de Deus Pai criador, como irá manter-se vivo? Que se separa de quem é o gerador da Vida, como não irá encontrar a morte? Não tem como !!!

Um mundo que se separa de Deus Filho Salvador, que não quer a salvação e, se não quer, não terá como se salvar, porque  rejeita a sua prórpia salvação. Um mundo que diz e vive  assim: << eu prefiro o caminho da perdição do que o caminho da salvação >>, então irá se perder, irá por tudo a perder. Como estamos vendo acontecer.

Um mundo que se separa de Deus Espírito Santo Santificador, que não quer ser convencido do  seu pecado, ao contrário, quer justificá-lo; que não quer ser liberto pela Verdade, mas criar uma inversão de valores: A Verdade ser tratada como mentira e a  mentira sendo assumida como  verdade. Que fruto iremos ter de tudo isso? Que consquências virão sobre nós?

Se rejeitamos Aquele que é a Ressureição e a Vida, vamos encontrar a morte, com toda a certeza. Não tem como ser diferente.   Iremos ser surpreendidos com tragédias inomináveis como esta do Rio de Janeiro  que atingiu o Brasil.  E não podemos esperar por outra coisa. Somos responsáveis pelas nossas escolhas. Se escolhemos pela fé  a pessoa de Deus, teremos  vida e paz  n’Ele;  se escolhemos abandoná-Lo pela apostasia, encontraremos  violência e  morte.  O que plantamos, colhemos.  

A NOSSA QUARESMA DESTE ANO FOI MARACADA POR UMA TERRÍVEL DOR.  De um modo emblemático ficamos unidos à cruz de Cristo pelas mortes destes jovens e o trauma de suas famílias.

Apelemos para o Coração de Nossa Senhora transpassado pela espada e pelo Coração aberto de Cristo, para que o Espírito Santo venha sobre cada um de nós para converter os nossos corações, para sairmos de todo o estado de morte e irmos para a vida de Cristo, para assumirmos a nossa  vida da graça dos filhos de Deus, recebida no Santo Batismo. 

Ernesto Peres de Mendonça – Comunidade Família de Deus

 * Mantido o estilo de pregação !!!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: