A maior descoberta da história cristã

 

 

Celebrados durante décadas por representarem a chance de se conhecer algo acerca do cristianismo, entre a Ressurreição do Senhor e as cartas paulinas, os Manuscritos do Mar Morto representavam exemplares da vivacidade cristã, guardada em texto e relatos durante milênios. Ontem, porém, foi divulgada a notícia que um pequeno grupo de textos foi encontrado na Jordânia e pode conter informações interessantes acerca deste período.

O conjunto de 70 livros – com cerca de 5 a 15 páginas cada, com cada página não maior do que um cartão de crédito – pode consistir na maior descoberta arqueológica sobre o cristianismo de todos os tempos.

O diretor do Departamento de Antiguidades da Jordânia, Ziad Al-Saad, diz que os livros parecem ter sido feitos por seguidores de Jesus nas décadas seguintes a sua crucificação.

Talvez eles sejam mais significativos que os pergaminhos do Mar Morto (relíquias descobertas nos anos 1940 que contêm textos bíblicos).

David Elkington, acadêmico que estuda arqueologia religiosa, diz que os livros podem ser “a maior descoberta da história cristã”.

Fonte: BBC

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: