Hora de oração pela Santificação do Clero

 

 

 Encontro dos Padres com o Papa no encerramento do Ano Sacerdotal

           

“Durante um mês vivi com muitos padres santos e vi que, se sua sublime dignidade os eleva acima dos Anjos, nem por isso deixam de ser homens frágeis e fracos….  Se padres santos, que Jesus denomina no Seu Evangelho “sal da terra”, mostram em sua conduta que precisam extremamente de orações, o que dizer daqueles que são tíbios?” 

Santa Teresa de Lisieux, História de uma alma, cap. VI

 

 

1.         MOTIVAÇÃO INICIAL

Dirigente: Em comunhão com a Igreja realizamos nosso momento de adoração ao Santíssimo Sacramento, pedindo pela santificação de nossos padres. A Igreja precisa de numerosos e santos presbíteros que sejam “homens consagrados a Cristo, Sumo e Eterno Sacerdote, para pregar o evangelho, apascentar os fiéis e celebrar o culto divino, como verdadeiros sacerdotes do Novo Testamento” (LG 28). Rezemos também pela perseverança dos seminaristas e para que muitos outros jovens respondam com generosidade ao chamado do Senhor à vocação sacerdotal.

Canto

1. Tu te abeiraste da praia, não buscaste nem sábios nem ricos. Somente queres que eu te siga.

Senhor, Tu me olhaste nos olhos, a sorrir, pronunciaste meu nome, lá na praia, eu larguei o meu barco, junto a Ti, buscarei outro mar.

2. Tu sabes bem que em meu barco, eu não tenho nem ouro e nem espadas, somente redes e o meu trabalho.

2.         DIANTE DE JESUS, PÃO DA VIDA

Dirigente: Graças e louvores se dêem a todo momento. R. Ao Santíssimo e diviníssimo Sacramento.

Dirigente: Jesus, vós dissestes: “Trabalhai não pelo alimento que perece, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do Homem vos dará (Jo 6,27). Este alimento vo-lo pedimos, porque cremos que estais presente e vos adoramos no Sacramento da Eucaristia. Graças e louvores se dêem a todo momento. R. = Ao Santíssimo e diviníssimo Sacramento.

Dirigente: Jesus, vós dissestes: “Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim não terá mais sede” (Jo 6,35). Eis-nos, viemos à vossa divina presença para sermos nutridos e saciados. Graças e louvores se deem a todo momento.

Ao Santíssimo e diviníssimo Sacramento.

Dirigente: Jesus, vós dissestes: “Quem come minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim, e Eu nele” (Jo 6,56). Aqui estamos para nos unir a vós como os ramos à videira, para permanecermos convosco. Graças e louvores se deem a todo momento.

Ao Santíssimo e diviníssimo Sacramento.

Dirigente: Iluminai, Senhor Jesus, os nossos corações com a luz da fé e acendei neles o fogo do vosso amor, para que, em espírito e em verdade, vos adoremos neste admirável sacramento, vós que sois Deus com o Pai e com o Espírito Santo.

Amém.

3.         PELA SANTIFICAÇÃO DO CLERO

Dirigente: Neste encontro com Cristo Eucarístico, a Igreja nos convida a rezar pela santificação do clero. A vocação à santidade é universal: “Esta é a vontade de Deus: a vossa santificação!” (I Ts 4,3).

Todos são chamados a seguir “a Cristo, pobre, humilde e carregado com a cruz, cada qual com os próprios dons e responsabilidades, pelo caminho da fé, que alimenta a esperança e opera pela caridade” (LG 41).

Leitor 1: Aqueles que foram escolhidos para o serviço do povo de Deus, que receberam a imposição das mãos e foram ungidos para esta missão, têm um dever especial de ser sinal da santidade.

“Como santos e amados, revesti-vos de sentimentos de carinhosa compaixão, bondade, humildade. Mas, sobretudo, revesti-vos de caridade, que é o vínculo da perfeição” (CI 3,12-14).

 Canto

1. Me chamaste para caminhar na vida contigo, decidi para sempre seguir-te, não voltar atrás. Me puseste uma brasa no peito e uma flecha na alma, é difícil agora viver sem lembrar-me de ti.

Te amarei, Senhor! Te amarei, Senhor! Eu só encontro a paz e a alegria bem perto de ti.

2. Ó Jesus, não me deixes jamais caminhar solitário, pois conheces a minha fraqueza e o meu coração. Vem, ensina-me a viver na tua presença, no amor dos irmãos, na alegria, na paz, na união.

Leitor 1: Somos chamados à santidade, mas convivemos com as fragilidades. É preciso ter os pés no chão, ter a humildade de reconhecer a nossa condição humana. Como toda a comunidade, também os pastores experimentam a triste realidade do pecado. São homens, não anjos.

“Escolhidos entre os homens e nomeado representante deles diante de Deus para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados, o sacerdote pode ser indulgente com os ignorantes e extraviados, porque também ele está sujeito à fraqueza” (Hb 5,1-2).

 (Tempo de silêncio e oração pessoal)

Leitor 2: Temos também muitos motivos para nos alegrar e louvar a Deus. Há muitos ministros dedicados que, com sua vida e seu trabalho, glorificam o nome de Deus, servem à Igreja e doam-se aos seus fiéis.

Lembremos de tantos sacerdotes que corajosamente, não obstante dificuldades, incompreensões e perseguições, continuam fiéis à sua vocação e são presença viva de Cristo no meio de seu povo.

(Tempo de silêncio e oração pessoal).

 Dirigente: Rezemos em dois coros a oração sacerdotal de Jesus (Jo 17):

Lado A: Pai, chegou a hora. Glorifica teu Filho, para que teu Filho te glorifique, a fim de que dê a vida eterna a todos os que lhe deste.

Lado B: Eu te glorifiquei na terra realizando a obra que me deste para fazer.

Lado A: Pai, manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste, e eles guardaram a tua palavra.

Lado B: Pai Santo, guarda-os em teu nome, para que eles sejam um, como nós somos um e tenham em si a minha alegria em plenitude. Eu não rogo que os tires do mundo, mas que os guarde do maligno.

Lado A: Consagra-os pela verdade: a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, eu também os enviei ao mundo. Eu me consagro por eles, a fim de que também eles sejam consagrados na verdade.

Lado B: Eu não rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela palavra deles. Que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim, e eu em ti. Que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.

Lado A: Eu neles e tu em mim, para que sejam perfeitamente unidos e o mundo conheça que os amaste antes da criação do universo.

Lado B: Pai, quero que estejam comigo aqueles que me deste, para que contemplem a minha glória. Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e o farei conhecer ainda, para que o amor com que me amaste esteja neles e eu mesmo esteja neles. Amém.

 Canto

1. Um dia escutei teu chamado, divino recado, batendo no coração. Deixei desta vida as promessas e fui bem depressa no rumo da tua mão.

Tu és a razão da jornada, tu és minha estrada, meu guia e meu fim. No grito que vem do meu povo te escuto de novo chamando por mim.

2. Embora tão fraco e pequeno, caminho sereno com a força que vem de ti. A cada momento que passa, revivo esta graça de ser teu sinal aqui.

 (Tempo de silêncio e oração pessoal)

4.         PRECES

Dirigente: Deus de bondade, que nos criastes para ser “santos e irrepreensíveis no amor” (Ef l,4), e escolhestes ministros para que sejam sinais vivos desta santidade:

Abençoai os ministros ordenados, para que sejam fiéis à sua vocação.

Leitor 1: Senhor, que nos convidais a avançar para “águas mais profundas”:

Ajudai nossos ministros ordenados a vencerem toda tentação de ativismo, de superficialidade, de mesquinhez, buscando o sentido mais profundo de sua vocação.

Leitor 2: Jesus, Bom Pastor, que viestes ao mundo “para que todos tenham vida e vida em abundância” (Jo 10,10), que escolhestes e enviastes amigos para continuarem esta missão:

Acompanhai com carinho a vida de nossos pastores, fortalecei-os com vossa Palavra e com a Eucaristia, para que sejam instrumentos da vida nova para todos.

Leitor 3: Senhor Jesus, que tiveste “compaixão da multidão, porque estava cansada e abatida como ovelhas sem pastor” (Mt 9.36):

Dai-nos padres santos e dedicados, que tenham compaixão do povo, cuidem das ovelhas abatidas, sejam solidários e se esforcem, com fé e coragem, pela justiça.

Leitor 4: Espírito Santo, amor do Pai e do Filho, que sois derramado em profusão no sacramento da Ordem: Iluminai os nossos pastores; concedei a eles os vossos dons, para que sejam felizes e busquem a felicidade dos outros; que estejam bem e façam o bem; que sejam santos e colaborem na santificação de todos.

Leitor 5: Santa Maria, mãe do Cristo sacerdote, companheira fiel dos apóstolos, modelo de serviço:

Protegei com carinho todo o clero, sede sempre companheira e auxilio, ensinai-nos a estar atentos às necessidades dos irmãos e irmãs, ajudai-nos a ser fiéis.

Ave-Maria…

5.         LADAINHA A JESUS SACERDOTE

Dirigente: Rezemos a Ladainha Eucarística de Jesus Sacerdote:

Jesus, sacerdote do Pai…

Tende piedade de nós.

Jesus, sacerdote eterno…

Jesus, autor da ceia eucarística…

Jesus, nosso pontífice e intercessor

Jesus, ungido pelo Espírito

Jesus, humano e divino

Jesus, sacerdote em favor das pessoas

Jesus, pobre e humilde na Eucaristia

Jesus, presente na Eucaristia

Jesus, silencioso e paciente na Eucaristia

Jesus, glorioso na Eucaristia

Jesus, missionário na Eucaristia

Jesus, sacerdote, altar e cordeiro

Jesus, mestre da partilha do pão

Jesus, cordeiro que doa a vida

Jesus, alimento dos fracos

Jesus, despojado na hóstia

Jesus, servidor na ceia, rei do banquete

Jesus, morto e ressuscitado

Jesus, alegria das crianças

Jesus, consolo dos aflitos

Jesus, alívio dos doentes

Jesus, amigo dos pecadores

Jesus, pão do céu e pão da vida

Jesus, nosso irmão e companheiro

Jesus, rei e Senhor dos corações

Jesus, glória eterna

Jesus, intercessor junto do Pai

ORAÇÃO PELOS SACERDOTES

Senhor Jesus, presente no Santíssimo Sacramento do Altar, que vos quisestes perpetuar entre nós por meio de vossos sacerdotes, fazei com que suas palavras sejam somente as vossas, que seus gestos sejam os vossos, que sua vida seja o fiel reflexo da vossa vida. Que eles sejam os homens que falem a Deus dos homens e falem aos homens de Deus. Que não tenham medo de servir, servindo a Igreja como ela quer ser servida. Que sejam homens, testemunhas do nosso tempo, caminhando pelas estradas da história com vosso mesmo passo e fazendo o bem a todos. Que sejam fiéis aos seus compromissos, zelosos de sua vocação e de sua entrega, claros reflexos da própria identidade e que vivam com alegria o dom recebido. Tudo isso vos pedimos pela intercessão de vossa Mãe Santíssima: ela que esteve presente em vossa vida, esteja sempre presente na vida dos vossos sacerdotes. Amém.

Dirigente: Oremos pelo Santo Padre, o Papa Bento XVI. O Senhor o guarde e lhe conceda longa vida. Torne-o feliz na terra e não o deixe cair sob a ira dos seus inimigos.

(Cada um reza em silêncio pelo Papa)

Dirigente: Oremos. Deus, pastor e guia de todos os fiéis, olhai propício para o vosso servo, o Papa Bento XVI, que constituístes pastor da vossa Igreja. Concedei-lhe, vos suplicamos, a graça de edificar, com suas palavras e exemplos, aqueles a quem preside, a fim de que, com o rebanho que lhe foi confiado, alcance a vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso.

Amém.

Dirigente: Oremos pelo nosso Arcebispo N. Que ele permaneça firme e apascente o seu rebanho na vossa fortaleza, Senhor, na sublimidade do vosso nome.

(Cada um reza em silêncio pelo Bispo)

Dirigente: Oremos.  Deus, que velais sobre vosso povo com bondade e o conduzis com amor, dai o espírito de sabedoria e a abundância de vossa graça a vosso servo Dom N., nosso Arcebispo, a quem confiastes o cuidado de nossa direção espiritual, para que ele cumpra fielmente junto de nós os deveres do ministério episcopal, e receba na eternidade a recompensa de um fiel dispensador. Por Cristo, Senhor nosso.

Amém.

Dirigente: Oremos irmãos e irmãs, pelos presbíteros. Peçamos ao Senhor da messe por todos os padres, para que sejam fiéis à missão confiada aos sacerdotes, em comunhão com o bispo diocesano.

(Cada um reza em silêncio pelos sacerdotes)

Dirigente: A messe é grande. Os operários são poucos.

Todos = Mandai, Senhor, operários para a vossa messe.

Dirigente: Vós, Senhor, que tivestes compaixão das multidões que careciam de Pastor,

Todos = Mandai operários para a vossa messe.

Dirigente: Aos jovens que ouvem o vosso chamado,

Todos = Dai generosidade, Senhor.

Dirigente: Nas almas consagradas a vós,

Todos = Aumentai a caridade, Senhor.

Dirigente: Aos jovens que duvidam do vosso chamado,

Todos = Dai certeza, Senhor.

Dirigente: Aos que ouvem o vosso chamado na infância,

Todos = Acompanhai, Senhor.

Dirigente: Aos Seminaristas,

Todos = Dai perseverança, Senhor.

Dirigente: Aos sacerdotes tentados,

Todos = Dai a vossa força, Senhor.

Dirigente: Aos sacerdotes zelosos,

Todos = Abrasai em vosso amor.

Dirigente: Aos sacerdotes tíbios,

Todos = Dai a vossa santidade, Senhor.

Dirigente: Aos sacerdotes tristes,

Todos = Dai a vossa consolação, Senhor.

Dirigente: Para os sacerdotes que sentem a solidão,

Todos = Sede vós a sua companhia, Senhor.

Dirigente: Nos sacerdotes missionários,

Todos = Infundi o vosso zelo, Senhor.

Dirigente: Aos sacerdotes jovens,

Todos = Dai vigor para buscarem vossa glória, Senhor.

Dirigente: Aos sacerdotes anciãos,

Todos = Fortalecei em vosso serviço.

Dirigente: Aos sacerdotes defuntos,

Todos = Dai a vossa glória, Senhor.

Dirigente: A messe é grande, os operários são poucos.

Todos = Enviai, Senhor, operários para a vossa messe.

 Dirigente: Rogamo-vos pelo Santo Padre, Papa Bento XVI

Todos = Ouvi-nos, Senhor.

Dirigente: Rogamo-vos pelos Pastores da vossa Igreja.

Todos = Ouvi-nos, Senhor.

Dirigente: Rogamo-vos pelo nosso Arcebispo Dom N.

Todos = Ouvi-nos, Senhor.

Dirigente: Rogamo-vos por aqueles que mais precisam da vossa graça.

Todos = Ouvi-nos, Senhor.

Dirigente: Rogamo-vos por aqueles que estão afastados de vós,

Todos = Ouvi-nos, Senhor.

Dirigente: Ó Jesus, Eterno Sacerdote, não deixeis de enviar novos sacerdotes e almas consagradas à vossa Igreja, pastores segundo o vosso Coração. Precisamos dos vossos ministros! Precisamos da vossa graça e do vosso amor! Eles nos consolam em vosso nome, alimentam a nossa esperança, robustecem a nossa fé, fortalecem o nosso amor. Precisamos deles, Senhor, porque precisamos de vós, porque necessitamos do vosso amor. Não nos deixeis sozinhos! Enviai operários à messe do mundo. Enviai pescadores de homens, que nos envolvam nas redes da vossa misericórdia. Enviai, vos rogamos com humildade e confiança, pastores segundo o vosso Coração. A messe é grande. Os operários são poucos. Enviai, Senhor, operários para a vossa messe. Isto nós vos pedimos por Cristo, nosso Senhor.

Amém.

6.         BÊNÇÃO DO SANTÍSSIMO

1. Tão sublime sacramento / adoremos neste altar / pois o Antigo Testamento, / deu ao Novo seu lugar; / venha a fé por suplemento / os sentidos completar

2. Ao eterno Pai cantemos / e a Jesus, o Salvador, / e ao Espírito exaltemos, / na Trindade, eterno amor, / ao Deus uno e trino demos / a alegria do louvor. Amém. Amém.

 

Dirigente: Do céu lhes destes o pão. R. = Que contém todo sabor.

Dirigente: Oremos: Deus, que neste admirável sacramento, nos deixaste o memorial da vossa paixão, conceda-nos tal veneração pelos sagrados mistérios do vosso Corpo e do vosso Sangue, que experimentemos sempre em nós a sua eficácia redentora. Vós que viveis e reinais pelos séculos dos séculos. Amém.

 (Momento de silêncio e orações finais)

 Canto

Sou Bom Pastor, ovelhas guardarei. Não tenho outro ofício, nem terei. Quantas vidas eu tiver, eu lhes darei.

1. Maus pastores, num dia de sombra, não cuidaram e o rebanho se perdeu. Vou sair pelo campo, reunir o que é meu, conduzir e salvar.

2. Verdes prados e belas montanhas hão de ver o pastor, rebanho atrás. Junto a mim, as ovelhas terão muita paz, poderão descansar.

 

Em  Tempo:  Participe e divulgue a nossa Campanha :<<< ADOTE UM SACERDOTE ESPIRITUALMENTE   >>> 

 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: